Evolução da Medicina Alternativa em Portugal

A Medicina alternativa é um conceito usado quando são usadas técnicas que um médico convencional à partida não usaria. Tem como objetivo encontrar novas maneiras de resolver os problemas. Exemplos de medicinas alternativas, são tratamentos à base de plantas, meditação, energias, entre outros.

Cada vez mais, as pessoas acreditam que existem outras maneiras que levam ao bem-estar do ser humano. A procura por estas terapias tem vindo a aumentar casa vez mais, especialmente nos últimos dez anos, e foi devido a este grande aumento que levou o Estado Português a incluir na sua legislação estes tratamentos.

Aliás, Portugal é dos poucos países do mundo, que na sua legislação inclui terapias alternativas. Começando por em 2003 serem incluídas seis terapias, como a fitoterapia, osteopatia, homeopatia, quiropraxia, naturopatia, acupuntura. E em 2013 foi incluída a sétima, a medicina chinesa.

Hoje em dia, em Portugal, cada vez mais hospitais recorrem a estas terapias alternativas como um complemento as técnicas convencionais. Dá se o exemplo da acupuntura, que está presente em cada vez mais hospitais portugueses. Diz-se mesmo que nos último anos o número de pessoas que procuram o serviço da acupuntura triplicou e a lista de médicos a querer uma formação nesta terapia veio a triplicar.

Vemos assim, que a Medicina Alternativa em Portugal tem vindo a tornar-se cada vez mais popular quer para os médicos como para os cidadãos.

Curta-nos no Facebook:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *